MEC aciona PF para investigar ação de Hackers nos serviços do Prouni e Fies

Ministro da Educação Abraham Weintraub acionou a PF – Polícia Federal para um possível hackeamento a programas educacionais. Conforme foi anunciado pelo Ministério da Educação – MEC, acreditasse que em alguns programas téria indícios de sabotagem. Eventualmente o ataque ocorreu nos sistemas do Prouni – Programa Universidade para Todos, Fies – Fundo de Financiamento Estudantil, Sistema Presença e  SIMEC.

A principal preocupação do Ministério da Educação é a investigação da PF para conferir se houve algum ato criminoso. Contudo, o ministro Weintraub não informou qual seria os indícios que levaram a este suposto ato criminoso.

As inscrições das bolsas remanescentes do Prouni estão abertas desde o dia 5. Eventualmente o encerramento era para ocorrer no dia 30 de setembro. Contudo, conforme  o secretário executivo do MEC, terá um prolongamento de prazo com base no período que ficou indisponível. Contudo, não foi informado qual seria este tempo.

Presença na coletiva do MEC

A coletiva teve a presença de:

  • Abraham Weintraub – Ministro da Educação;
  • Antonio Paulo Vogel – Secretário executivo do Ministério da Educação;
  • Márcio Nunes de Oliveira – Superintendente da Polícia Federal;
  • Carla Baksys Pinto – Chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do Gabinete do Ministro;
  • Daniel Miranda Rogério – Diretor de Tecnologia da informação.

Algumas partes da coletiva poderá ser vista no vídeo logo abaixo. Antes de mais nada, o MEC deixou claro que o problema já foi solucionado, assim voltando ao funcionamento normal.

Deixe um comentário